Quinta-feira, 18 de agosto de 2022, às 10:35:11- Email: [email protected] - Telefone: 69 9 8475-3240.

   Quinta-feira, 18 de agosto de 2022, às 10:35:11- Email: [email protected] - Telefone: 69 9 8475-3240.

InícioCidadesCão farejador encontra homem que estava desaparecido há quatro dias em Ariquemes,...

Cão farejador encontra homem que estava desaparecido há quatro dias em Ariquemes, RO

Brisa da Mata

Vinte e três minutos. Esse foi o tempo que o cão farejador do Corpo de Bombeiros de Rondônia, chamado Black, levou para encontrar um comerciante que estava desaparecido há quatro dias em Ariquemes (RO). A vítima que foi resgatada com vida estava em uma área de mata.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma peça de roupa com o cheiro da vítima foi usada para ambientar o Black. Eles levaram o cão até o local onde a caminhonete do comerciante estava abandonada e deram o comando para buscas.

Depois de pouco mais de 20 minutos, a trilha que Black seguiu deixou os socorristas bem próximos ao local onde o homem estava. Ele foi localizado no meio da mata, amarrado a troncos de árvores.

Segundo a polícia, o caso inicialmente era tratado como desaparecimento. No entanto, quando foi resgatado o comerciante relatou que o crime era na verdade uma tentativa de roubo. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil.

Conheça o Black

 

Com pouco mais de dois anos de vida, o cão Black tem chamado a atenção nas redes sociais por ter uma especialização profissional importante: a busca por pessoas perdidas em área vegetal de risco.

Treinado desde 2020 pelo canil do Corpo de Bombeiros em Porto Velho, o labrador cumpre expediente não só na capital. As ocorrências de desaparecimentos no interior também contam com seu talento.

Diante do sucesso obtido nos resgates de pessoas em áreas de mata, recentemente o cão militar se tornou ‘influencer’ e está fazendo sucesso nas redes sociais. Agora toda ação de Black é registrada e publicada em sua conta ‘pessoal’ no Instagram.

Nas redes sociais, Black mostra sua rotina de trabalho, treinos, ação social e também momentos de lazer.

Por Ana Cláudia Ferreira, Rede Amazônica

Brisa da Mata

Notícias recentes